185104 Conversas da republicA

Tema: MUNICIPALISMO . 21 de Abril

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

750250 Conversas da republic

 

 

 

D E S E N H A N D O   A   T R A Ç O S   L A R G O S   O S   C O N T O R N O S   D O   P R O J E C T O

 

Todos os pretextos e todos os momentos são adequados a refletir sobre as múltiplas questões da nossa contemporaneidade que drasticamente influenciam e frequentemente condicionam a vida de todos nós. É com esse objetivo que a Fundação D. Luís tem promovido diversos encontros, palestras e debates em torno de muitas dezenas de temas. Em 2016, essas atividades vão decorrer de 11 de Fevereiro a 16 de Junho no auditório Maria de Jesus Barroso, na Casa das Histórias Paula Rego, propondo o debate e o confronto de ideias sobre questões como Saúde, Cultura, Televisão, Desenvolvimento, Políticas Sociais, Municipalismo, Educação, Ambiente, Europa, Justiça e a participação de personalidades de inquestionável competência, como por exemplo Germano Rego de Sousa, Isabel Pires de Lima, Eduardo Cintra Torres, Francisco José Viegas, Augusto Mateus, Nicolau Breyner, Carlos Miguel, Alfredo José de Sousa ou António Cluny, entre tantos outros.

Neste conjunto de Conversas da República – 2016, destaca-se a decisão de honrar o tema de cada sessão com a inspiração de uma figura tutelar de Cascais ou com fortes ligações ao nosso Concelho: Maria de Sousa (Saúde), Branquinho da Fonseca (Cultura), Francisco Pinto Balsemão (Televisão), Fausto Figueiredo (Desenvolvimento), Irmã Elvira (Politicas Sociais), Bruno Nascimento (Municipalismo), Mário Sottomayor Cardia (Educação), Henrique Barrilaro Ruas (Ambiente), António Capucho (Europa), Maria de Jesus Serra Lopes (Justiça)

 

 Conversas da República MUNICIPALISMO 707x1000

 

 

 

 PROJECÇÃO bruno nascimento 750

 

Como escreveu o Presidente da Câmara Municipal de Cascais aquando do desaparecimento prematuro do homenageado das Conversas da República do próximo dia 21 de Abril:

«Cascais foi ontem confrontada com a morte súbita e inesperada do jovem Presidente da Junta de Freguesia de Alcabideche, Bruno Nascimento. Cascais perdeu um dos seus, perdeu um Homem Grande, integro e dialogante, alegre e generoso e, principalmente, sempre disponível para todos.
Em vida, Bruno Nascimento foi um Homem que sempre demostrou o maior empenho na resolução dos problemas da sua Freguesia e do seu Concelho, e sempre manifestou uma sensibilidade e uma atenção especiais aos problemas dos seus concidadãos, como autarca e Presidente da Junta de Freguesia de Alcabideche ou como deputado na Assembleia Municipal de Cascais, pelo que é nosso dever dar desse facto público reconhecimento.

Pelo seu exemplo de dedicação aos outros, à causa pública, pela sua invulgar cultura democrática e elevação pública, Bruno Nascimento ficará sempre na memória de todos os cascalenses, e dos fregueses de Alcabideche em particular.

O seu desaparecimento constitui uma perda inegável para Cascais, pelo que são decretados três dias de luto municipal a cumprir a partir de hoje, 22 de dezembro, procedendo à colocação da bandeira do Município a meia haste nos edifícios municipais como forma de expressão de pesar pela perda de um Homem Bom.

Neste momento de profunda tristeza, em nome da Câmara Municipal de Cascais, manifesto as mais sentidas condolências à sua família e amigos.

Carlos Carreiras»

 

 

 

Clique nas imagens para mais informações das Conversas anteriores


 

Conversas da República SAÚDE 707x1000 247x350  Conversas da República CULTURA 247x350  Conversas da República TELEVISÃO 247x350 
Conversas da República DESENVOLVIMENTO 247x350  Conversas da República soc 247x350   
     
     

 

 

CONVERSAS DA REPUBLICA geral OK 1000

 


 Informações: Gabinete de Comunicação do Bairro dos Museus – 214 815 911 / 912  -  Fundação D. Luís I – 214 815 660 / 665