8ª CONVERSA DA III REPUBLICA - 40 ANOS DE DEMOCRACIA

Auditório do Centro Cultural da Cascais - 22 de Abril de 2014
 

8 CONVERSA 750x250

 

A D R I A N O   M O R E I R A

M o d e r a d o r a :   A n a   S o u s a   D i a s

 

 Marcada por uma presença de inquestionável referência nos últimos 55 anos da vida pública portuguesa, realizou-se no passado dia 22 de Abril, no auditório do Centro Cultural de Cascais, a última sessão da estimulante série de "CONVERSAS DA III REPÚBLICA – 40 ANOS DE DEMOCRACIA" com que, desde Outubro do ano passado, a Fundação D. Luís I se propôs contribuir para a celebração de 40 anos de Democracia em Portugal.

P1550252-001 370x208 P1550301 370x208
P1550300 370x208 P1550412-001 370x208
P1550428-001 370x208 P1550326 370x208
P1550306 370x208 P1550394 370x208

 

À conversa com Ana Sousa Dias, o Professor Adriano Moreira percorreu a sua intensa vida de intervenção política, desde a sua juventude como simpatizante da Oposição Democrática e passando, naturalmente, pelo seu relacionamento pessoal com Salazar quando, a partir de1959, foi, primeiro, Secretário de Estado da Administração Ultramarina e, depois, Ministro do Ultramar, guardando toda a segunda metade desta sua participação nas CONVERSAS para falar da forma como sentiu e viveu o dia 25 de Abril de 1974 e estes 40 anos de Portugal Democrático.
À pergunta de Ana Sousa Dias "O que é que fez no dia 25 de Abril?", Adriano Moreira respondeu: "Fui para o Chiado". "E não teve medo de estar assim no meio da multidão?". "Medo? Não. Porque é que haveria de ter medo?" 

 

Sem título 330x185
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A D R I A N O   M O R E I R A
Advogado, Estadista, Politólogo, Sociólogo, e Professor Universitário 

Nasceu em Macedo de Cavaleiros, distrito de Bragança. Aluno brilhante, licenciou-se em Direito, em 1944, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e doutorou-se, também em Direito, na prestigiada Universidade Complutense de Madrid.

Jovem advogado, começou por ser simpatizante da Oposição Democrática, assinando inclusivamente uma lista do MUD em 1945, aproximando-se depois do regime de Salazar, que o chama, em 1959, para subsecretário de Estado da Administração Ultramarina, sendo no cargo de Ministro do Ultramar, a partir de 1961, que se notabilizou por levar a cabo uma política reformista, abolindo inclusivamente o Estatuto do Indigenato. E a despeito da sua polémica atitude de reabrir o Campo do Tarrafal para receber os presos dos movimentos de libertação das Colónias, Salazar fez-lhe sentir que não concordava com as suas políticas e que não hesitaria em demiti-lo, caso as não alterasse. Adriano Moreira, com efeito, manteve-se afastado da política activa durante a fase final do Estado Novo.
Na Escola Superior Colonial, de que foi director, operou uma ampla reforma que abrangeria e reconheceria o estudo de disciplinas como Sociologia, Ciência Política e Relações Internacionais.
Regressado à política depois do 25 de Abril de 1974, ingressou no CDS, partido do qual viria a ser Presidente de 1985 a 1988.
Destacou-se nas funções de professor universitário na área das Relações Internacionais e é Professor Emérito da Universidade Técnica de Lisboa bem como Professor Honorário da Universidade de Santa Maria.
Foi-lhe atribuído o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade Aberta e Universidade da Beira Interior, bem como pelas universidades de Manaus, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Baía e Pernambuco.
Membro da Academia das Ciências de Lisboa, da Academia da Marinha e da Academia Portuguesa de História e, no Brasil, da Academia Brasileira de Letras e da Academia Internacional de Direito e Economia de São Paulo, Adriano Moreira é ainda o Presidente honorário da Sociedade de Geografia de Lisboa.
Foi distinguido com diversas condecorações, com destaque para a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, e é autor de várias obras, desde Política Ultramarina, editado em 1956, até Teoria das Relações Internacionais, de 1996.

 

 CONVERSA III REPUBLICA 8 pr 370x226

clique na imagem para visualizar convite

 

 

 

 

Publicação2 750x422