Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks
Início Outros Percursos 3ª CONVERSA DA III REPÚBLICA

3ª CONVERSA DA III REPÚBLICA - 40 ANOS DE DEMOCRACIA

Auditório do Centro Cultural de Cascais - 12 de dezembro de 2013

 

3º conversa 750x250 

A N T Ó N I O   P E D R O   V A S C O N C E L O S   .   R A M O N   F O N T   .   T E R E S A   L O P E S   A L V E S 

M o d e r a d o r :   J o s é   J ú d i c e

 

P1490438 370x278 P1490379 370x278
P1490383 370x278 P1490460 370x278
P1490442 370x278 P1490455 370x278
P1490417 370x278 P1490530 370x278

 

Decorreu no passado dia 12 de Novembro a 3ª sessão de debates CONVERSAS DA III REPÚBLICA, evento que a Fundação D. Luís I organiza no Cento Cultural de Cascais e na Casa das Histórias Paula Rego e se prolonga até Abril de 2014, para assinalar os quarenta anos de Democracia em Portugal. Esta conversa, que teve lugar no Auditório do CCC, foi protagonizada por Teresa Lopes Alves, Ramón Font e António Pedro Vasconcelos, sendo moderador José Júdice. Os participantes, através da revisitação de experiências pessoais, expressaram pontos de vista bastante divergentes mas complementares, alimentando o interesse da assistência, levada a intervir de forma muito pertinente e enriquecedora.

 


 

 

Ant Vasconcelos
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A N T Ó N I O   P E D R O   V A S C O N C E L O S
Cineasta 

Frequentou o curso de Direito da Universidade de Lisboa. Em 1961 o seu gosto pelo arte da luz levou-o a estudar Cinema na Sorbonne com uma Bolsa atribuída pela Fundação Calouste Gulbenkian. Depois do regresso a Lisboa realiza, até 1971, cinco documentários. E em 1973, com "Perdido por Cem", "entra" no movimento do chamado Cinema Novo Português, tendo sido um dos fundadores do Centro Português de Cinema, através do qual a Fundação Gulbenkian subsidiou parte significativa dos filmes do Cinema Novo. Foi Presidente da Associação Portuguesa de Realizadores, do Secretariado Nacional do Audiovisual e do Conselho de Opinião da RTP, tendo sido ainda professor da Escola de Cinema do Conservatório Nacional e do Curso de Cinema e Televisão da Universidade Moderna de Lisboa. Os seus filmes mais recentes são "Os Imortais", "Call Girl" e "A Bela e o Paparazzo". Está actualmente a rodar "Os Gatos não Têm Vertigens".

 

ramon-font  330x185
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
R A M O N   F O N T
Jornalista

Ramon Font, agora Director do Programa de Relações da Catalunha com Países de Língua Portuguesa, foi uma figura marcante no Portugal pós-25 de Abril, cujo processo político acompanhou na sua qualidade de correspondente da RNE e da TVE: as suas crónicas transmitiam sempre com rara isenção os acontecimentos que se iam sucedendo, sendo unanimemente considerado um jornalista muito bem informado que sabia fazer um uso honesto das suas informações privilegiadas. Foi Presidente da Associação da Imprensa Estrangeira em Portuga e Consultor de Lisboa 94, da Expo 98 e do Porto 2001. É ainda Secretário de Comunicação do Governo da Catalunha e Presidente do Conselho Audiovisual da Catalunha.
É Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique e Oficial da Ordem do Mérito.

 

2 330x185
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
T E R E S A   L O P E S   A L V E S
Fadista

Devotada à produção musical portuguesa e à sua divulgação, esta fadista empresária cresceu no concelho de Cascais e neste viveu durante um período substancial da sua vida. Desde tenra idade revelou ser dotada de especial intuição musical: aos doze anos recebeu as primeiras lições de piano, aos catorze frequentou as aulas da soprano Joana Levy, seguindo-se-lhes as do curso de música da Escola de Jazz Luís Villas-Boas, do Hot Clube de Portugal, com a cantora Paula Oliveira. Em 2004 tornou-se artista residente do Clube de Fado, requintado espaço criado para o efeito em Alfama. Cursou Pintura e Conservação e Restauro, completando com uma Pós-Graduação em Conservação e Restauro de Pintura Mural. Actualmente frequenta o curso de Ciências da Cultura na Faculdade de Letras.
A fadista produz e apresenta diariamente na Rádio Amália o programa BRINCOS DE PRINCESA através do qual acolhe os mais representativos nomes do género bem radicado na tradição lisboeta e hoje património da Humanidade. Como empresária criou uma Loja de Música, a VLA Records, vocacionada tanto para a divulgação dos trabalhos de artistas portugueses consagrados como os dos talentos emergentes.
Em 2010 editou o seu primeiro CD, Reflexo, em que combina os ritmos do fado, do jazz e do samba com o sentido de equilíbrio que uma tal mescla impõe, e que conheceu merecido êxito.

 

CONVERSA III REPUBLICA 3 ccc 370x226

Clique na Iimagem - Convite 3ª Conversa

 


(em actualização) 

 

 

 

Agenda

<<  Setembro 2019  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
        1
  2  3  4  5  6  7  8
  9101112131415
16171819202122
23242526272829
30