COLECÇÃO ERNST LIEBLICH

Exposição Colectiva de Pintura e Desenho

3 de Fevereiro a 13 de Maio

.

xxl_ernst

Albuquerque Mendes | Ângelo de Sousa | Augusto Gomes | Carlos Mesquita | Eduardo Luís | Francisco Laranjo | Gerardo Burmester | Guilherme Camarinha | José de Guimarães | José Rodrigues | Júlio Capela | Júlio Resende | Luís DaRocha | Mário Silva | Maria Keil | Nadir Afonso | Nikias Skapinakis | Pedro Calapez | Pedro Proença | Querubim Lapa | Sérgio Lorré

 

Tags: 2012 Fevereiro Março Abril Maio Exposições
Continuar...
 

Artefactos Importantes e Objectos Pessoais

da Colecção de Leonore Doolan e Harold Morris, Inclindo Livros, Roupa e Acessórios.

27 de Janeiro a 4 de Março de 2012

P1120927_750x500


Encerrou no passado dia 4 de Março esta excelente exposição apresentada pela Fundação D. Luis I, em parceria com a Bertrand Editora, feita a partir do livro homónimo da escritora e artista canadiana Leanne Shapton. 

Continuar...
 

Exposição Instintos Oníricos
13 de Janeiro a 11 de Março de 2012

 
P1120711_750x500
 

Encerrou no passado dia 11 de Março, no Centro Cultural de Cascais, a magnífica exposição INSTINTOS ONÍRICOS, de Cohen Fusé, que esteve patente ao público desde princípios de Janeiro. Natural de Buenos Aires (1944), Cohen Fusé vive e trabalha actualmente em Portugal. Estudou cerâmica na Escola de Belas Artes de Mar del Plata, formando-se mais tarde em arquitectura na Universidade Nacional de Buenos Aires. Cursou gravura e litografia na Escola de Belas Artes em Barcelona. Contratado em 1988 pela Galeria Vorpal, de Nova Iorque, expôs nesta cidade, em S. Francisco e no Canadá.

Continuar...
 

Exposição Blick, Mira, Olha!

Arquivo Fotográfico do Instituto Arqueológico Alemão de Madrid
12 de Novembro a 15 de Janeiro de 2012

P1100866_750x500
Blick
Mira Olha!

A magnifica exposição que, com a colaboração da Fundação D. Luís I, a Câmara Municipal de Cascais apresenta no Centro Cultural de Cascais, desde 12 de Novembro. Trata-se de uma exposição do Arquivo Fotográfico do Instituto Arqueológico Alemão de Madrid, que este ano comemorou 57 anos de existência. Fundada em 1943 por Helmut Schlunk, a pequena biblioteca de temática arqueológica do Instituto de Cultura alemã de Madrid viria a ter vida curta na sua primeira fase, posto que, terminada a Segunda Guerra Mundial com a vitória dos Aliados, foram encerrados todos os centros DAI no estrangeiro. O mesmo Helmut Schlunk viria a reabrir o Instituto de Madrid em 2 de Março de 1954, daí resultando um grande impulso ao trabalho de investigação interrompido e, agora como no passado, orientado para o estabelecimento de conexões entre as arqueologias ibérica e germânica. Uma parte do acervo fotográfico do Instituto é apresentado no Centro Cultural de Cascais, sob os auspícios do Museu Nacional Arqueológico de Tarragona.

Continuar...
 

Exposição Ninho Salino

7 de dezembro a 4 de março de 2014
 
xxl CVETO1 750x250
 
Sobre a obra de Cveto Marsic, pintor esloveno que residiu em Cascais e a Cascais regressa sempre que pode, escreve a crítica de arte e professora universitária Luísa Soares de Oliveira: «Nos estratos da pintura de C.M. há peças estranhas, objectos incrustados na massa. Diz o pintor que são como os restos que ficam num campo depois de uma batalha. Na maior parte das vezes, não é possível identificar a natureza do objecto. A pintura, a pasta espessa de que o autor se serve para fabricar cada quadro, recobre tudo e confere a cada obra uma qualidade escultórica que a filia na tradição da pintura gestual abstracta. Não me espanta saber que não há, no processo criativo, qualquer intervenção do pincel.»
Continuar...
 


Pág. 6 de 55