Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks

P1010048 180

 

 

 

 

F U N D A Ç Ã O   D.   L U Í S   I

 

 

 

 

 

   2 0 2 0   

 

 

CENTRO CULTURAL DE CASCAIS

 

 


» piso 0


 

 

Moita Macedo

 

 

MOITA MACEDO


21 fevereiro a 26 abril

 

Nasceu em 1930, em Benfica do Ribatejo. Artista plástico e poeta, José Albano Pontes Santos Moita Morais de Macedo foi uma das principais figuras da cultura portuguesa da segunda metade do século XX. Nomes como Almada Negreiros ou Artur Bual, com quem mantinha relações de amizade e trabalho, influenciaram a sua pintura. No Centro Cultural de Cascais será apresentado um conjunto de obras selecionadas pela curadora da exposição, Prof.ª Luísa Soares de Oliveira.

 

 

 

 

Los Tesoros de América:

 

Mescolanza Latina

 


9 maio a 5 julho

 

O Centro Cultural de Cascais apresenta uma exposição de arte contemporânea do Chile. Esta mostra de artistas chilenos tem curadoria de Ernesto Muñoz, presidente da AICA Chile, e do arquiteto Luís Manuel Pereira (curador adjunto) e integra-se nas comemorações da viagem de circum-navegação

 

 

 

Chelsea Hotel

 

 

RITA BARROS

 

Chelsea Hotel

 


18 julho a 20 setembro

 

É fotógrafa freelancer e professora-adjunta de fotografia na Universidade de Nova Iorque. Nasceu em Lisboa e vive em Nova Iorque desde a década de 80, altura em que começou a sua atividade na fotografia retratando as grandes figuras do jazz, pop e rock em concerto. No CCC apresentará um grupo de fotografias dedicadas ao Chelsea Hotel, onde vive há décadas.

 

 

TIM MADEIRA


26 setembro a 22 novembro

 

Pintor, escultor, arquiteto e experimentalista, Tim Madeira frequentou a Escola Superior de Belas Artes de Lisboa e licenciou-se em arquitetura pela Escola Superior de Arquitetura de Madrid, onde frequentou também o curso de pintura livre e desenho de estátua. Nos seus trabalhos utiliza diferentes materiais. A frase de Fernando Pessoa "Que longe estou do que fui há uns momentos!" é o título da exposição que traz ao Centro Cultural de Cascais, num trabalho conjunto com o fotógrafo António Alves da Costa. Trata-se de "pintura sobre impressões digitais em velas de barcos".

 

 

MARIA VELEZ


28 novembro a fevereiro 2021

 

 


» piso1


 

 

COLEÇÃO MANUEL PEDROSO DE LIMA


14 fevereiro a 12 abril

 

O Centro Cultural de Cascais mostra "PINTURA DEMOCRÁTICA, a coleção de Manuel e Luísa Pedroso Lima". Trata-se da apresentação de uma coleção de pintura portuguesa, um projeto de Joaquim Sapinho, de obras criadas no período entre o fim do Estado Novo e o advento do regime democrático. Colecionadas por Manuel e Luísa Pedroso Lima, principalmente nos anos 80 do século XX, a exposição integra pinturas de Mário Cesariny, Paula Rego, Eduardo Batarda, Menez, Hogan, Ângelo de Sousa, Skapinakis, Costa Pinheiro, Dacosta, Pomar, entre outros.

 

 

COLEÇÃO MARIA JOÃO FERNANDES


24 abril a 28 junho 

 

Crítica de arte e ensaísta, a poesia é desde a sua infância a primeira linguagem. A sua relação com a cultura europeia desenvolveu-se no âmbito da sua atividade na Fundação de Serralves, Museu de Arte Contemporânea, onde foi responsável pela organização de exposições e colóquios internacionais. A coleção de arte contemporânea de Maria João Fernandes reflete cerca de 40 anos da sua atividade de crítica de arte. Dessa coleção será apresentado no CCC um muito significativo conjunto de obras de diversas técnicas.

 

 

 

755 chagal

 

 

MARC CHAGALL

 

Biblia

 


4 JULHO A 4 OUTUBRO 2020

 

Marc Chagall [1887-1985] foi um dos artistas mais importantes do surrealismo. Entre a realidade e a fantasia, as obras deste pintor francês de origem russa apresentam, de uma forma poética, o quotidiano. Ao longo do seu percurso artístico criou ilustração de temáticas diversas, entre as quais a Bíblia, que em 2020 pode ser vista no Centro Cultural de Cascais.

 

 

VivianMeier 755

 

VIVIAN MEIER


17 outubro a março 2021

 

A norte-americana Vivian Dorothea Maier [1926 - 2009] especializou-se em fotografia de rua. Nasceu em Nova-Iorque, passou a infância em França e voltou aos Estados Unidos, onde trabalhou por mais de 40 anos como babysister. Nos tempos livres fotografou as ruas e as pessoas da cidade de Nova-Iorque. Em 2020, o Centro Cultural de Cascais mostra uma seleção de fotografias de Vivian Maier, cuja obra é considerada uma referência na arte da fotografia urbana.

 

 


» piso 2


 

 

PATRICIA HERÉDIA


24 janeiro a 29 março 

 

Patrícia Herédia nasceu em Lisboa, em 1973. Frequentou diversos cursos de pintura, estudou História de Arte e Desenho na Escola de Arte ArCo em Lisboa. Na Flórida formou-se em arte. Realiza exposições individuais e participa em coletivas, estando a sua obra representada em coleções públicas e privadas em Portugal e em países como França, Inglaterra, Austrália, EUA e Polónia. Em Cascais apresenta um conjunto de obras de técnica mista sobre tela e papel.

 

 

PEDRO PARTIDÁRIO


4 abril a 14 junho

 

Arquiteto de formação, Pedro Partidário possui experiência de 25 anos de ensino de desenho no Ensino Superior em cursos de arquitetura e design. A exposição no CCC será essencialmente constituída por desenhos.

 

 

LUÍS GERALDES


20 junho a 30 agosto

 

Ao longo do seu percurso artístico, Luís Geraldes tem visto a sua obra ser reconhecida um pouco por todo o mundo. O artista apresenta exposições em países como Estados Unidos, Espanha, Reino Unido ou Austrália. Nasceu em 1957 numa aldeia do concelho da Covilhã, mudou-se para Angola aos quatro anos e escolheu a Austrália para viver, onde está radicado há mais de 30 anos. Entre a pintura e a escultura reflete nos seus trabalhos a ciência e a simbologia exotérica, com a abundância da cor. "Entre a Ciência e o Espírito" é o título da exposição que mostra no Centro Cultural de Cascais. Trata-se de uma mostra que reúne entre 30 a 50 pinturas que "pretendem falar sobre a condição humana".

 

 

 

ESAD CALDAS DA RAINHA


12 setembro a 1 novembro

 

Trata-se de uma exposição de alunos finalistas de mestrado em artes plásticas. A mostra dará conta da multiplicidade de técnicas que os alunos desenvolvem.

 

 

CHRISTIN INSTAD


7 novembro a março 2021

 

Christine Istad trabalha em fotografia, vídeo e instalação. Nasceu em 1963, estudou em Oslo e em Nova Iorque. É autora de diversos projetos públicos, participou em exposições coletivas e individuais na Noruega e Estados Unidos, entre outros países. A artista apresentará uma seleção dos seus trabalhos mais recentes.

 

 


» sala da capela


 

 

INÊS TELES


28 fevereiro a abril

 

 

HELDER FOLGADO


abril a junho

 

Nasceu no Funchal, em 1983. Com mestrado em Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto, o artista madeirense trabalha em escultura, desenho, instalação, vídeo e performance. Mostra no CCC desenho/instalação, trabalhos inéditos – nos quais o artista explora o conceito de "território" - fruto de uma residência artística no Luxemburgo.

 

 

BRUNO CASTRO SANTOS


 julho a setembro

 

 

ISABEL BARAHONA


setembro a novembro

 

Nasceu em Cascais, em 1974. As suas criações são sobretudo na área do desenho. É coordenadora da licenciatura em Artes Plásticas da Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha. Isabel Baraona traz ao Centro Cultural de Cascais "Entre: a quatro mãos e uma conversa". É uma exposição dividida em dois momentos. "A quatro mãos" mostra uma seleção dos desenhos que deram origem aos livros de artista "Voragem" e "Solar", por Catarina Domingues e Isabel Baraona, assim como desenhos inéditos. A "Conversa" reúne um conjunto de desenhos e objetos produzidos no decorrer de uma - já longa - troca correspondência entre Mónica Garcia e Isabel Baraona.

 

 

MARIA VELEZ


novembro a janeiro

 

Maria Velez [1935 – 2017] destacou-se na pintura, gravura, tapeçaria e na área da moda. Ao longo do seu percurso artístico apresentou exposições individuais e coletivas em Portugal e no estrangeiro, em cidades como Madrid, Barcelona, Tóquio, Rio de Janeiro, São Paulo, Paris e Bruxelas. O CCC acolherá uma retrospetiva completa da obra da artista, com a apresentação em simultâneo de um catálogo raisonné.

 

 

CASA DAS HISTÓRIAS PAULA REGO

 

PAULA REGO: DESENHAR, ENCENAR, PINTAR


até 23 maio

 

 

PAULA REGO: ICONOGRAFIA RELIGIOSA


CASA DAS HISTÓRIAS PAULA REGO (salas 1 a 7), 18 JUNHO A 15 NOVEMBRO 2020

 

Serão exibidas obras de carácter religioso da mais importante artista contemporânea portuguesa, Paula Rego. Nestas obras evidencia-se a sua capacidade imaginativa de reconfiguração das temáticas religiosas, utilizando um discurso original em que o sagrado e o profano comunicam através de um vocabulário pictórico pessoal.

 

JOSEFA D'ÓBIDOS


CASA DAS HISTÓRIAS PAULA REGO (sala 0), 18 JUNHO A 15 NOVEMBRO 2020

 

Nesta exposição apresenta-se uma seleção de obras da autoria da pintora Josefa de Óbidos, a mais conhecida artista barroca portuguesa, a partir do conjunto de seis painéis sobre «A Vida de Santa Teresa de Jesus», que se encontram na Igreja Matriz de Cascais.

 

 

OBRAS DA FAMÍLIA 


CASA DAS HISTÓRIAS PAULA REGO (salas 1 a 7), 3 DEZEMBRO A 23 MAIO 2020

 

Esta exposição reúne uma série de obras realizadas por Paula Rego que foram oferecidas aos seus familiares mais próximos. Estas obras são, para a artista, detentoras de um poder mágico e propiciam a realização dos sonhos e desejos para quem as recebeu, dando-lhes confiança e afastando os seus medos.
Serão ainda apresentadas obras da coleção da artista, com nomes como Victor Willing, Peter Snow ou Hogarth.

 

 

Bartolomeu dos Santos 7552


BARTOLOMEU CID DOS SANTOS 


CASA DAS HISTÓRIAS PAULA REGO (sala 0), 3 DEZEMBRO A 23 MAIO 2021

 

Para além da amizade e percurso académico que une Bartolomeu Cid dos Santos a Paula Rego, o artista desempenha também um importante papel no seu desenvolvimento artístico através das primeiras lições que lhe dá sobre algumas técnicas de Gravura, exercendo também o seu próprio trabalho gráfico uma importante influência na artista.

* Com curadoria de Catarina Alfaro.

 

 

 

CASA DUARTE PINTO COELHO

 

QUADROS E OBJETOS RELIGIOSOS NA COLEÇÃO DUARTE PINTO COELHO


14 março a janeiro 2021

 

 

QUINTA DO PISÃO

 

DSC08318 755

 

LANDART 2020


23 maio a 26 julho

 

O LandArt regressa à Quinta do Pisão em 2020, com a organização da Fundação Dom Luís I, em parceria com a Câmara Municipal de Cascais.
Sob orientação técnica de Luísa Soares de Oliveira, professora universitária e crítica de arte, artistas de diferentes gerações mostram obras, proporcionando uma harmonia entre Arte e Paisagem
O LandArt, que se vai transformando numa espécie de museu a céu aberto, é, assim, mais um atrativo para o público visitar este privilegiado espaço natural do Concelho.

 

 

 

 

 

 

 

 

Agenda

<<  Novembro 2019  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
      1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930